Inscreva-se

Para saber as notícias em primeira mão, coloque seu email e receba as últimas novidades.

Semana 1 e 2 | Diário saudável

Demorei mas cheguei!

Depois de 2 semanas, depois de ver pratos de comida no lugar de pessoas na rua, o primeiro post saiu.

Semana passada tive um pequeno problema com meu servidor, demorei um pouco para entender os problemas, mas agora deu tudo certo. Então acertados, resolvi fazer 1 post só, dividindo em 2 partes, um para cada semana. Vamos lá?

SEMANA 1

Segunda, dia 18 de setembro.

Esse foi o meu primeiro dia de dieta, geralmente dizem que é o mais difícil, mas para mim foi super tranquilo. Essa primeira semana na verdade foi bem tranquila. Tirando as vontades de comeras coisas boa da vida, vulgo gorduras,  fiz a dieta certinha. Não tive fome em nenhum momento. Me alimentei certinho, no meu cronograma, criado pela nutricionista, então foi bem tranquilo. A minha única dificuldade é tomar café da manhã!

Sério, eu não consigo tomar café da manhã de boa gente. Fico meio enjoada, meio blá. Não sei explicar. Fora que eu não me dou bem com pão integral, acho ruim. meu paladar para coisas integrais não é muito lá essas coisas. Mas tenho me acostumado a comer e tenho conseguido. Embora as vezes eu feche os olhos e imagino que é um belo de um pão na chapa. Quem nunca! 

O meu maior problema de todo dia é o arroz, gente.  COMO CONSEGUEM COMER ARROZ INTEGRAL. ME DIZ? Eu como? Como! Gosto? Não! Tentei temperar de todas as formas, as melhor foi com cebola batida no liquidificador. Que diria! Foi o sabor mais aceitável. Mas tudo bem, eu nunca fui de comer muita salada gente, ou de comer legumes, então estou tendo que aprender, ou melhor, reaprender a comer. Por que eu comia muito na minha infância, mas quando cresci parei e não conseguia mais comer.

Não fiz exercício físico nessa semana pois estava muito cansada, mas tentei sempre ir pelas escadas normais no metrô de SP. (o que já é um belo avanço)

Peso no final da primeira semana: 106.6 kg (Início do tratamento: 109,8)

SEMANA 2

Segunda, dia 25 de setembro.

PESSOAS QUE ESTÃO FAZENDO DIETA DEVERIAM SER PROIBIDAS DE CONVIVER EM SOCIEDADE!

Sério! Foi a pior semana da minha vida. Provavelmente terei outras iguais a essa. Mas foi uma mistura de mal humor + inicio de remédios. Comecei a tomar remédios para a ansiedade, dosagem certa da insulina e para fazer uma boa noite de sono. Então juntou isso + não poder comer o que eu queria e PRONTO, um mal humor daqueles. Queria ser a Kim Kardashian, milionária, e me esconder em um spa e só sair de lá linda e mais diva. Essa vida de assalariada não é fácil minha gente. Pegar metrô em horário de pico, com todo mundo te empurrando, você querendo sentar e não tendo lugar enquanto as pessoas te esmagam, seu estomago bancando o exorcista e ao mesmo tempo querendo devorar até uma barra de chocolate hidrogenado(eca), não é de Deus!

Ainda bem que a semana acabou, e passo bem e viva.

Peso no final da segunda semana: 103.6 kg (Início do tratamento: 109,8)

Brincadeiras a parte, tudo isso é real gente. A pior parte é querer comer e não poder, não só pela dieta, mas pela saúde. Eu tenho me sentido tão bem. Não tenho tido mais dores fortes na perna, a queimação no estomago já não existe mais. Até a coluna já deu uma melhorada. E olha que só eliminei 18% (acho, sou de humanas, sorry) do que preciso perder. Isso é o que tem me motivado. Mesmo a vontade de ir no Mc Donalds comer uma batata com cheedar, adooooro Cheedar, seja grande. Eu sei que no futuro eu vou poder. Isso é algo temporário. O cheedar não vai deixar de existir, assim como a batata. ASSIM ESPERO! hahahaah Então, é um passo de cada vez, é entendendo que eu não ganhei todo esse peso do dia pra noite, foram uns bons anos cultivando eles. Por mais que eu sinta raiva, por hoje não poder comer. Que eu sinta raiva de pessoas magras que podem comer e não engordam e não tem, ou eu acho que não tem, problemas de saúde. Sério, estou sendo super sincera aqui, nessas duas semanas eu pensei muito em POR QUE EU? Umas das poucas coisas nessa vida que me dão prazer, é comer e cozinhar. E agora nem isso eu posso mais! São situações complicadas que temos que lidar, por mais que eu saiba que é algo temporário, nosso emocional ainda não sabe lidar com isso. Então tem sido bem trabalhoso lidar com esses sentimentos.

Mas eu sei que vai dar tudo certo!

Bom, vocês tem me feito alguns questionamentos. Então deixem suas perguntas nesse post, que vou responder no próximo. Ok?

Beijos e até a próxima semana!

Facebook Comments
Post Author
Lari Azevedo
Larissa Azevedo, ou apenas Lari, nasceu em 1988, na cidade de São Paulo, onde ainda reside. Desde pequena é apaixonada por arte, cores e literatura. Formada em Design Digital, é diretora de arte em uma agência de Comunicação. Além disso, é colaboradora do blog Burn Book e, como fuga, lê todos os livros que pode, escreve e brinca no Photoshop nas horas livres.

Comments

5 Comments
  1. posted by
    BIA
    out 3, 2017 Reply

    Amiga, que orgulho de você!
    Não é fácil, mas vale a pena. Você vai descobrir que consegue ir muito mais longe do que imagina! <3

  2. posted by
    Grazi Max
    out 3, 2017 Reply

    Li a primeira linha e já fiquei orgulhosa. Imagina quando eu terminei de ler o post todo <3. Vai e força amora!!!

  3. posted by
    Giovana C. Soares
    out 3, 2017 Reply

    Larii 6 kg n é fácil e vc está mostrando ser uma baita de uma guerreira!! Parabéns!!

  4. posted by
    Grazi Max
    out 3, 2017 Reply

    E amora! Você pode fazer coisas gostosas com pouca gordura e seguindo sua dieta. Você precisa acostumar seu paladar.

    Exemplo, eu não conseguia comer aquele bendito iogurt natural sem atolar de açúcar. Hoje eu já consigo pq acostumei ele. E vai por mim, mesmo parecendo magra e esbelta a pessoa pode estar cheia de problemas. Magreza não é sinônimo de saúde.

  5. posted by
    Feticiari
    out 3, 2017 Reply

    Lari! Parabéns pela força de vontade!
    Acho que a pior parte é mesmo a de comer fora de casa, por que enquanto você está em casa não tem tentação, você está com fome e só tem coisa saudável, mas quando você sai, vixe é muito triste!
    Força garota, pensa que daqui a pouco quando você estiver saudável poderá comer novamente essas coisas (em moderação acho)!

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *