Mês Agosto e outros | Diário saudável

Oie meus amores!

Eu sei que dei uma sumida daqui do blog, mas quem me acompanha nas redes sociais sabe como tem andado o meu tratamento.

Tenho emagrecido bem menos que antes, mas é normal. Sabia que ia chegar nesse ponto. Assim como sabia que meu corpo ia acostumar e que eu precisaria ser persistente.

Mas o que eu não contava era que minha cabeça não iria acompanhar todo esse processo. Entrei numa briga como o meu mental e emocional muito grande. Todo esse processo me gerou um desgaste muito grande. E foi tanto que eu não conseguia nem falar sobre o meu processo de emagrecimento com a pessoas, nem escrever eu estava conseguindo.

Me olhar no espelho estava cada vez mais difícil pois eu não conseguia ver as mudanças. E os meus “defeitos” gritavam na minha cabeça. Eu via que meus braços ainda estavam grandes demais, pois demoram para diminuir mesmo, e o que emagreci ficou muito flácido. Eu via que meu rosto não afinava, mesmo ele tendo mudado muito. Via que minha barriga não diminuía, mesmos sabendo que tinha diminuído. E essa briga interna estava me cansando.

Perdi quase 30kg, e eu não via mudanças em mim. Conseguem acreditar? Era desgastante demais conviver comigo nesses últimos meses, estava chegando num ponto que eu só queria gritar. Pensei em desistir, mas meus exames da insulina ainda não estão bons. Eu ainda estou na obesidade 1, e preciso chegar no sobrepeso. Para que ela se ajeite e melhore de vez.

Todos os retornos com a doutora foram sofridos, pois eu tinha medo que ela brigasse comigo, ou que ela desistisse de mim. Que ela não me entendesse ou que ela simplesmente não me escutasse. E eu nunca estive tão errada. Ela sempre era prestativa, e carinhosa. Me apoiava e mostrava todos os meus avanços.

Sentar aqui no blog para contar esse processo estava ficando dolorido e eu precisei de um tempo para me entender e me encontrar. E agora tudo está melhorando. Até academia comecei, já faz 2 meses que estou indo. Minha cabeça mudou e meu psicológico está me acompanhando.

Tenho pegado fotos antigas e me olhando no espelho para mostrar para meu cérebro todas as mudanças. Tenho me sentido mais bonita, mais mulher e mais feminina. Não me entendam errado, e achem que eu acho que ser gorda não seja sinônimo de ser feminina, ein? Ou que precise emagrecer para se sentir e etc. Você tem que mudar e fazer o que você quiser fazer para se sentir bem com você mesma, desde que isso não prejudique a sua saúde. (Tipo dietas loucas e remédios exagerados que o médico não te receitou. Tudo tem um limite. Saiba entender ele)

Amanhã eu tenho retorno com a doutora mais incrível e com a minha nutri maravilhosa. E logo mais eu volto para contar para vocês como foi o meu mês. Me acompanhem no insta que eu sempre posto lá meus sentimentos, felicidades e pesares sobre a minha vida e claro sobre esse processo.

A Nutri Alyne mudou a minha dieta e me deu um desafio, fazer a intermitente. E nossa QUE NEGÓCIO DIFÍCIL ESSE. DEUS É MAIS. Mas consegui!

Peso no final de agosto: 84,2 kg (Início do tratamento: 109,8)

VAMO QUE VAMO! <3

Ah, vocês me perguntaram. O livro da doutora Liliane está a venda em todas as livrarias! Ela vende no consultório dela também. O bom é que lá já vem autografado e vocês podem conhecê-la! Entrem em contato lá e conversem com o pessoal! <3

Endereço: Alameda dos Aicás, 258 – Moema, São Paulo – SP  Telefone: (11) 3675-3523

AH, NOVIDADE!!! Agora você pode se cadastrar seu e-mail para receber as minhas últimas novidades . LEGAL, NÉ

(Visited 39 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *